Escola Niemeyer

A missão da Escola Niemeyer é difundir não apenas a herança arquitetônica de Oscar Niemeyer, suas técnicas e suas invenções, mas também uma síntese do saber humanístico, científico e tecnológico do nosso tempo, inspirações que sempre o sensibilizaram e o motivaram a criar. Segundo Oscar, fundador e presidente de honra do Instituto Niemeyer, o objetivo dessa escola é um curso amplo, que aborda questões que ultrapassam os limites da Arquitetura como campo de investigação”.

Paulo Sergio Niemeyer

A Escola de Artes e Humanidades foi criada para difundir o pensamento crítico, a análise e a reflexão baseados na troca de saberes entre as mais variadas áreas de conhecimento, como uma síntese do saber humanístico. Nossa pretensão é despertar o interesse pela colaboração da construção de conhecimento, que considere os valores humanos nas áreas da sociologia, antropologia, psicologia, filosofia, literatura, artes e estética, entre as demais áreas do Desenvolvimento Humano.

Objetivo Geral: Colaborar com a formação de valores humanísticos na sociedade, que contribuam na construção da identidade coletiva e no desenvolvimento da cidadania e ainda, no fortalecimento das relações humanas de forma inclusiva e diversificada, bem como, contribuir na construção de saberes que favoreçam a redução das desigualdades sociais.

Objetivo Estratégico: Oferecer a troca de saberes entre os agentes da sociedade a partir de variados formatos, presencial e online, com cursos de extensão, workshops, oficinas, palestras, conferências, visitas guiadas, intercâmbios, dentre outros, com a finalidade de colaborar com o desenvolvimento social.

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA

Parte-se do suposto de que a Educação, como produto da inteligência humana, foi desenhada para ter um poder maior, tornando-se seu objetivo fundamental: educar o potencial do homem.

Nessa função social a Educação tem que domesticar o “potro interior”, o ser selvagem que vive no ser humano e que, volta e meia, quase por instinto, ameaça sair e se fazer presente.

À Educação se reserva a responsabilidade não só de adestrá-lo, mas também de desenvolvê-lo harmonioso, delicado, sensível, polido e humano.

É preciso não só informar ao indivíduo suas potencialidades, como também, oportunizar lhe conhecer e desenvolver seu eu interior projetado para o futuro individual, imerso no social, futuro esse marcado pela ousadia, e não pela acomodação.

“A maioria dos problemas do homem deriva desta falta de ousadia, de autoconfiança e de autoestima, da falta de uma Educação voltada para o Desenvolvimento Pleno do Poder Humano.”

Nessa função, a Educação tem que se envolver nas 4 dimensões que constituem o ser humano:

  • Mental
  • Emocional
  • Físico
  • Espiritual

     

    Na Dimensão Mental:

    – Estimular o conhecimento de como funciona a mente, o cérebro, a aprendizagem e como pode potencializar suas múltiplas inteligências, criando mais flexibilidade mental, aumentando a confiança e o poder de resiliência.

    – Oferecer uma gama de ferramentas para despertar e desenvolver competências intelectuais, que contribuam com sua capacidade mental de lidar com os desafios, as interferências e as oportunidades da vida moderna.

     

    Na Dimensão Emocional:

    – Estimular o desenvolvimento da Inteligência Emocional. Indivíduos educados emocionalmente costumam ser menos tomados por impulsos emocionais e, quando isso acontece, conseguem retornar à normalidade mais rapidamente.

    – Provocar o acesso às novas ideias que levam às novas formas de pensar, sentir e agir.

    – Estimular o conhecimento de como funciona no cérebro a relação das emoções com as memórias, crenças e valores e como isso interfere no processo de tomada de decisão.

     

    Na Dimensão Física:

    – Permitir que o indivíduo desenvolva recursos para identificar seu estado interior e contar com mecanismos e ferramentas para fazer suas escolhas de forma equilibrada, poupando energia, diminuindo os conflitos e aumentando a saúde e o bem-estar.

    – Aprender a adestrar a mente e a desenvolver o pensamento, despertar a imaginação, a intuição criativa e a inspiração.

    – Melhorar o poder de concentração aumentando o foco naquilo que, realmente, importa e diminuindo a ansiedade.

    Na Dimensão Espiritual:

    – Cultivar a antevisão criativa, o pensamento positivo que envolve o relaxamento, a concentração, a visualização, a respiração, a linguagem, a associação, a discriminação, o subconsciente, a memória, os sentidos, a meditação.

    – Reconectar o indivíduo com aquilo que realmente importa diminui a ansiedade, aumenta a confiança e, o mais importante, o faz reconhecer que através do pensamento positivo é que se chega à fé, um milagre do pensamento.

    Se o pensamento é energia, onde se põe o pensamento, se põe energia e nessa interferência energética está o Maior Potencial do Homem.

    Estamos entrando na era onde os valores de cada indivíduo devem ficar evidenciados em suas ações e cada um deve ser visto praticando o que diz e agindo com integridade.

    Nossos cursos buscam de forma simples, prática e utilitária, ensinar aos alunos como podem usar a mente, o corpo, os sentimentos e as emoções, com inteligência, para maximizar seus poderes intrínsecos: o poder de Ser, o poder de Sentir e o poder de Fazer Acontecer seu Pleno Potencial.

    Nosso propósito é ajudar jovens, adultos e organizações a se conectarem com aquilo que realmente importa, individual e coletivamente e trazer maior clareza e efetividade para o processo de tomada de decisão.

    Quanto mais o indivíduo se torna consciente das suas ações, mais tem a chance de perceber e reagir de forma assertiva às variações cotidianas. Isso permite que o indivíduo aprenda com os erros, diminua os conflitos, poupe energia e amadureça individual e socialmente.